quarta-feira, 25 de março de 2009

Falta de segurança ganha atenção após a morte de mineiro em Treviso

Por Eilane Silvestri

Imagem: Ulisses Job

A morte de um mineiro, na noite de quinta-feira (19) em Treviso, chamou a atenção dos mineradores para a questão segurança do trabalho. O mineiro Robson Spader Ronchi, de 31 anos, era eletricista, e trabalhava na Carbonífera Metropolitana, quando sofreu um choque elétrico, durante a manutenção de um painel de controle de movimento, de uma correia transportadora de carvão, no subsolo da mina.

Esta é a quarta morte na mina depois de 2001 pelo mesmo motivo. Segundo Leonor Rampinelle, presidente do sindicato dos mineiros de Cocal do Sul, Siderópolis e Treviso, o painel em que o mineiro trabalhava não estava equipado seguramente para o uso.

Acesse a matéria completa em Mina de carvão
http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&local=18&section=Geral&newsID=a2447190.xml